Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


mate

Introdução ao desktop MATE

O MATE é um fork do GNOME 2, com foco na manutenção de funcionalidades e design clássicos aliados à leveza e alta responsividade. Desta forma, o ambiente se torna uma excelente alternativa ao Gnome 3 e Unity. Seu nome é derivado da erva-mate, uma espécie nativa da floresta subtropical sul-americana. As folhas desta erva contém cafeína, sendo utilizada para preparar uma bebida chamada mate (daí o nome do ambiente).

O ambiente de trabalho MATE é fornecido nativamente nas distribuições Linux Fedora, Mint, Sabayon e Salix.


Instalando o MATE no Linux Mint

Para instalar e utilizar o MATE em versões do Mint que não venham com ele de forma nativa (Xfce, KDE, etc.), você tem que instalar os pacotes mate-desktop-environment e mate-core. Para isso, abra o terminal e digite os comando abaixo:

  sudo apt-get install mate-core  (instala os pacotes básicos)
  sudo apt-get install mate-desktop-environment (instala mais alguns extras do ambiente)

OBS: Como o MATE está disponível nos repositórios do Mint, também podemos instalá-lo via Gerenciador de Aplicativos ou pelo Synaptic.


Aplicativos

O MATE utiliza alguns aplicativos que são “forks” de versões do GNOME. Entre eles temos:

  • Caja

O Caja é o gerenciador de arquivos oficial do desktop MATE. Ele permite navegar nos diretórios, pré-visualizar arquivos e carregar aplicações associados a eles. Ele também é responsável por gerenciar os ícones na área de trabalho do MATE. O Caja é um fork do Nautilus.

  • Pluma

O Pluma é um editor de texto fork do Gedit, com suporte a mais recursos do que aqueles presentes em outros editores padrões do Linux. Este editor é uma aplicação gráfica capaz de realizar a edição de vários arquivos numa única janela (também conhecido por tabs ou MDI).

O Pluma possui suporte total ao formato de texto internacional através do uso da codificação Unicode UTF-8 em arquivos editados. Seu conjunto central de recursos inclui: realce de sintaxe de código fonte, auto-recorte e suporte à impressão e pré-visualização de impressão.

  • Eye of MATE

O EoM, ou Eye of MATE, é um visualizador de imagens simples fork do Eye of GNOME. Este visualizador do ambiente de trabalho MATE utiliza a biblioteca gdk-pixbuf. O EoM pode lidar com grandes imagens, realizando zoom e rolagens com o uso de memória constante. Seus objetivos são simplicidade e compatibilidade com os padrões.

  • Atril

O Atril é um simples visualizador de documentos multi-página, sendo um fork do aplicativo Evince (do GNOME). Ele pode exibir e imprimir PostScript (PS), Encapsulated PostScript (EPS), DJVU, DVI e Portable Document Format (PDF). Quando suportado pelo documento em questão, ele também permite a realização de procuras no texto, cópias de texto para a área de transferência e navegação por hipertexto.

  • Engrampa

Engrampa é um gerenciador de arquivos para o ambiente MATE, sendo um fork do File-Roller (do GNOME). Ele permite ao usuário: criar e modificar arquivos, visualizar o conteúdo de um arquivo, além de ver e extrair um arquivo contido dentro de outro arquivo.

  • MATE Terminal

O MATE Terminal é um aplicativo de emulação de terminal, fork do GNOME Terminal. Ele pode ser utilizado para executar as seguintes ações: Acessar um shell UNIX no ambiente MATE; rodar qualquer aplicativo que seja projetado para rodar em VT102, VT220, e terminais xterm.

O MATE Terminal possui a capacidade de usar vários terminais em uma única janela (abas), além de ter suporte a perfis.

  • Marco

O Marco é o gerenciador de janelas utilizado no ambiente MATE, sendo um fork do Metacity.


Versão atual do MATE

A série mais atual do ambiente de trabalho MATE é a de número 1.6.

Maiores informações sobre essa série, além de fotos e screenshots, podem ser obtidas no link abaixo:

MATE 1.6

Informações adicionais

Autor: Hugo Leal Última edição: 30/05/2013

Referências

mate.txt · Última modificação: 2013/05/30 20:20 por 1211