Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


diversospreferences:novidades_17.3-rosa-cinnamon

O Que Há de Novo: Linux Mint 17.3 "Rosa" (Cinnamon)

Linux Mint 17.3 é um lançamento de suporte a longo prazo, que será suportado até 2019. Ele vem com programas atualizados, trás melhorias e diversas novas funcionalidades para tornar sua experiência de uso mais confortável. Linux Mint 17.3 “Rosa” Cinnamon Edition

Fontes de Aplicativos

Repositórios de software são muito importantes. Nós os usamos todas as vezes em que instalamos novos programas ou executamos atualizações. Eles precisam ser rápidos e confiáveis. Este é o foco principal no desenvolvimento do Linux Mint 17.3.

Repositórios de software são espelhados (ou seja, duplicados em vários servidores) por todo o mundo. O objetivo principal da ferramenta de configuração de Fontes de Aplicativos é fazer com que seja fácil de achar o melhor espelho para você; um que seja:

  • Confiável e totalmente atualizado
  • Rápido e responsivo

Para encontrar o espelho mais rápido, a ferramenta Fontes de Aplicativos, agora detecta sua localização e inicia seus teste de velocidade com espelhos próximos a você.

A ferramenta Fontes de Aplicativos testa espelhos perto de você, mais precisa que antes e agora consegue detectar espelhos que não estão atualizados.

Espelhos do seu próprio país são testados primeiro, depois são testados de países vizinhos, e então finalmente da sua sub-região e da sua região do mundo.

Digamos que você more na Holanda, os espelhos serão testados nesta ordem: Primeiro são testados os servidores holandeses, depois da Bélgica e Alemanha, em seguida os da Europa Ocidental, e então finalmente os espelhos de toda a Europa.

Testes de velocidade são muito mais precisos que antes. Eles são executados um após o outro e com arquivos grandes (para aumentar a precisão ao medir a velocidade).

Finalmente, a ferramenta de Fontes de Aplicativos é mais confiável que antes:

  • Mesmo que o espelho esteja funcionando corretamente, a ferramenta pode detectar se seu conteúdo está atualizado.
  • Agora é testado se os PPAs (Personal Package Archives) são compatíveis.

Gerenciador de Atualização

O Gerenciador de Atualizações agora executam mais verificações que antes. Ele avisa se o espelho que você está usando está desatualizado: Agora os espelhos obsoletos são detectados.

Isso previne que o sistema seja danificado caso esse espelho (ou seu cache local) esteja corrompido: O Gerenciador de Atualização protege contra espelhos corrompidos ou cache.

E ele mostra uma pequena dica mesmo que tudo estiver bem se espelhos mais rápidos estiverem disponíveis: É recomendado o uso de espelhos locais.

O cache local normalmente é atualizado a cada 30 minutos. Agora é atualizado 10 minutos após você logar, e depois a cada 2 horas. Ambas configurações são configuráveis.

Gerenciador de Drivers

O Gerenciador de Driver é mais robusto que antes. Ele atualiza o cache antes de procurar por drivers e reporta atualizações e erros de instalação se apropriado. Agora os Drivers são ordenados por status e o Gerenciador de Drivers indica se os drivers são Código Aberto ou não. O Gerenciador de Drivers recebeu melhorias na Interface e no seu funcionamento. Agora o Gerenciador de Drivers também carrega muito mais rápido e faz a detecção dos drivers em segundo plano.

Quando um chipset Broadcom é detectado, junto com os drivers recomendados da Broadcom STA, o Gerenciador de Drivers agora também lista os instaladores B43 (note que estas opções necessitam de uma conexão Ethernet).

Cinnamon 2.8

Linux Mint 17.3 vem com Cinnamon 2.8. Aqui está um vídeo mostrando alguma das suas nova funcionalidades: https://youtu.be/EUBRgS9-vtk Obrigado ao Linux Scoop por fazer este vídeo.

Miniaplicativos melhorados

Miniaplicativo de som

O miniaplicativo de som vem com um novo leiaute. As informações da faixa e controles de mídia, agora, fazem parte da nova sobreposição que fica em cima da arte da capa. O mini aplicativo tem um novo visual

Para tocadores de multimídia que suportem pesquisar, (Banshee, por exemplo), uma barra de progresso é mostrada em baixo. Esta barra mostra o quanto avançou na música, e você, obviamente, pode interagir com ela e colocar em uma posição diferente. Controle de entrada, aplicações e dispositivos de saída foram movidos para o menu de contexto acessado com um clique do botão direito do mouse.

Menu de contexto do miniaplicativo de som

Agora Dispositivos de saída mostram seus nomes e sua origem, tornando mais fácil distinguir entre eles quando existem múltiplos dispositivos conectados.

Miniaplicativo de energia

O miniaplicativo de energia recebeu diversas correções e o modo como detecta e gerencia múltiplas baterias foi significativamente melhorado. Agora o miniaplicativo mostra informações de marca e modelo

Agora dispositivos e baterias conectadas são mostras usando os dados disponibilizados por seus fabricantes. Na tela acima, por exemplo, o que era gerericamente descrito como “Mouse Wireless” no Cinnamon 2.6, agora é descrito mais precisamente como um “Logitech M325”.

Alternador de Espaço de Trabalho

O alternador de espaço de trabalho mostra uma representação visual do espaço de trabalho

Agora o alternador de espaço de trabalho consegue mostrar uma representação visual de seus espaços de trabalho, com pequenos retângulos representando cada janela dentro dele.

Bandeja de sistema

Além dos tradicionais ícones de status, agora a bandeja de sistema do Cinnamon também dá suporte a indicadores.

Se você não gosta de indicadores, você pode desligá-los em “Configurações de Sistema” → “Geral” → “Habilitar suporte à indicadores”. Isso faz com que todos os aplicativos que usam indicadores voltem a usar ícones de status.

Aqui estão algumas dicas para reconhecer ícones de status e indicadores:

  • Ícones de status são renderizados por suas aplicações, às vezes usando menus e widgets GTK.
  • Indicadores são renderizados pelo Cinnamon, com a Indicators are rendered by Cinnamon, com um menu que se assemelha com o próprio painel.
  • Ícones de status podem contem dicas e menu de contexto, indicadores não.
  • Na sessão Logs do “Looking glass” (Alt+F2+lg), você pode ver quais ícones de status (“systray”) e quais indicadores (“indicator”) são carregados pelo Cinnamon.

Suporte a indicadores na bandeja de sistema

A tela acima mostra o indicador do Steam. Note como o meni está usando o Clutter widgets e se integrando ao tema do Cinnamon. Se você desabilitar o suporte a indicadores, o Steam usará o tradicional ícone de status.

O suporte a ícones de status na bandeja de sistema também recebeu várias correções, em particular para aplicações como Pidgin, Shutter, Filezilla e Thunderbird.

Lista de janelas

Agora a lista de janela pode mostrar miniaturas. Miniatura na lista de janelas

Isto é configurável e pode ser desabilitado caso prefira ver apenas dicas.

Melhorias visuais

O tradicional efeito de animação para minimizar janelas foi corrigido e agora funciona com múltiplos painéis. Foram feitas melhorias visuais tanto para a visualização clássica quanto a com pré-visualização do alternador de aplicações Alt-Tab. Ponteiros de caixa (as pequenas flexas ligando menus dos miniaplicativos ao painel) receberam alguma atenção e agora parecem muito melhor que antes quando estão perto do canto da tela. O díalogo “executar” (Alt-F2) recebeu correções e melhorias na função de autocompletar

Melhorias em configurações

Configurações de Monitores

Agora a configuração de monitores mostra o nome do monitor e o nome do conector de saída ao qual ele está conectado. São conhecidos como “nomes de saída”. Mais informações na configuração de monitores

Na tela acima podemos ver, por exemplo, dois monitores idênticos da Dell, um conectado à porta DP-1 e outro conectado à HDMI-0, a primeira porta HDMI.

Estes são os mesmo nomes de saída que você pode ver quando executa o xrandr e nas configurações da “Janela de Registro” para dizer qual monitor deve ser usado para mostrar a janela de Login.

Outras melhorias

Em “Detalhes da Conta” e “Usuários e grupos”, foi adicionado um indicador de força ao diálogo que permite que você mude as senhas. Agora os Miniaplicativos recarregam a si mesmos quando são atualizados.

Gerenciamento de janelas melhorado

O suporte a multiplos monitores foi significativamente melhorado. O mapeamento de novas janelas, diálogos, informações OSD (como nomes de espaço de trabalho) foram revistos para certeza de que tudo aprece em seu devido lugar e no monitor apropriado.

Melhorias relacionadas à sincronização de quadros que eram implementados no Mutter (o gerenciador de janelad do GNOME Shell), em cooperação com a NVIDIA foram portados para o Muffin (o gerenciador de janelas do Cinnamon). Estas mudanças devem resolver problemas de renderização com placas NVIDIA, mas também podem ter impacto positivo em chipsets ATI e Intel;

Agora as janela de diálogos são acopladas a suas janelas pai, por padrão. Essa configuração já estava presente no Cinnamon (em “Configurações do Sistema” → “Janelas” → “Acoplar janelas de diálogo à barra de título de sua janela-pai”), mas isso foi melhorada na versão 2.8; agora as janelas de diálogo são acopladas ao centro de sua janela-pai ao invés de suas barra de título, e o sombreamento da janela-pai foi tornado um pouco mais obvio que antes.

Backend melhorado

Daemon de configurações

Agora o Cinnamon suporta botões de mudo do microfone.

A detecção de HiDPI foi melhorada, em especial para telas de TV conectadas através de HDMI.

O suporte ao XRANDR doi significativamente melhorado, foram feitas muitas correções ao ser portado do Gnome Shell.

O Daemos de Configurações do Cinnamon é mais robusto que antes e não deve mais travar quando algum dos seus módulos falhar ao carregar.

Gerenciador de sessão

A sequencia de logout do Cinnamon foi revisto e algumas mudanças foram introduzidas para torná-la mais rápida e parecer mais suave. O intervalo para a fase de “EXIT” foi reduzido para 1 segundo, e o daemon de configurações e o gerenciador de janelas, que são respectivamente responsáveis por desenhar as aplicações com o tema GTK correto e por renderizar as barra de título das janelas, agora são os últimos a serem finalizados.

Cinnamon 2.8 also features:

  • Melhor suporte para programas usando QT5, que agora parecem mais nativos e usam o tema GTK.
  • Suporte a XSMP melhorado.
  • Logs melhorados (Você pode habilitar logs para ~/.xsession-errors usando a chave do gsettings “org.cinnamon.SessionManager debug”. Agora logs também incluem informações de tempo delta para ajudar identificar casos em que a aplicação fazem com que a as sequências de login ou logout tenham atrasos.
  • Uma lista negra de auto-inicialização totalmente configurável (A chave está em “org.cinnamon.SessionManager autostart-blacklist”. Ela era apenas parcialmente configurável nas versões anteriores).

Melhorias de desempenho

O miniaplicativo de calendário que costumava “acordar” o processador a cada segundo quando os segundos não eram mostrados. Isso foi corrigido o que diminuiu a carga de uso do processador quando ocioso.

A ausência de cache de disco foi identificada como o motivo de a primeira sessão do Cinnamon após uma reinicialização/desligamento ser significativamente mais lenta que uma sessão subsequente. Para resolver esse problema, Cinnamon 2.6 introduziu “pré-carregamento”, que tinha o objetivo de inicializar partes do Cinnamon em segundo plano, enquanto você estava ocupado digitando sua senha na tela de login. Graças aos seus feedbacks e testes feitos em uma grande variedades de equipamentos, o “pré-carregamento” foi revisto no Cinnamon 2.8. Mesmo tendo ajudado na diminuição dos passos mais custoso envolvidos na inicialização da sessão do Cinnamon, infelizmente o ganho foi muito pequeno. O pré-carregamento também provou deixar mais lenta a sequência de inicialização, principalmente o carregamento da tela de login. Portanto, foi removida a partir do Cinnamon 2.8.

Melhorias no Nemo

Função de “renomear-rápido“ chegou ao Nemo. Essa função, que provavelmente é a mais apreciada pelos usuários do Windows, consiste em renomear arquivo ou diretório, clicando-o, esperando um pouquinho e clicando-o novamente. Essa função está desabilitada por padrão. Para habilitá-la, no Nemo, clique em “Editar”→”Preferências” →” Comportamento” →”Duplo clique com uma pausa no meio para renomear itens”.

Agora o Nemo detecta automaticamente falhas relacionadas com miniaturas e permite que você conserte isso rapidamente (uma janela de diálogo aparecerá pedindo sua senha quando necessitar de privilégios administrativos).

Tela de Login

O suporte à HiDPI foi melhorado no gerenciador de login MDM.

Foram corrigidos diversos problemas relacionados à HiDPI, principalmente com HD TVs conectadas através de HDMI.

A forma como funciona o suporte a HiDPI no MDM foi redesenhada. Antes era dobrada a densidade de pixels em telas HiDPI, o qye algumas vezes resultava em uma tela de login que parecia grande demais em alguns monitores HiDPI. Agora funciona buscando uma densidade de pixel ideal, então a relação de escalanda não é apenas 1x ou 2x, mas é caluculado um valor apropriado. A tela de login tem um teclado na tela e suporte a HiDPI melhorado

Para melhorar o suporte para telas de toque e dispositivos móveis, foi adicionado um teclado na tela. Este teclado está disponível para o tema padrão (“Mint-X”) e disponibiliza tanto os caracteres comuns quanto os especiais.

Melhorias do sistema

Xorg, Mesa e Kernel Linux foram atualizados.

Na maioria dos casos, isso melhora o suporte a hardware. Imacs, por exemplo, não precisam mais usar nomodeset, scrolling agora funciona em alguns touchpads da Asus, suspender ficou mais rápido em macbooks…etc.

Kernel 4.2.0 também está disponível nos repositórios. Mas mesmo assim, tenham cuidado com ele caso esteja usando drivers proprietários. No momento, os seguintes drivers não funcionam com ele:

  • fglrx (ATI/AMD drivers)
  • bcmwl-kernel-source (drivers wireless Broadcom STA)
  • ndiswrapper (wireless drivers do Windows)

O suporte para esses drivers com kernel 4.2.0 deve ser melhorado depois de Fevereiro de 2016.

Melhorias no trabalho artístico

Linux Mint 17.3 vem com uma maravilhosa coleção de papéis de parede de Calexil, Falcon Photography, Jan Kaluza, Jen K, Konstantin Leonov, Sezgin Mendil and Vinod Chandar. Uma visualização de alguns novos papéis de parede

Todos os papéis de parede do Linux Mint “Qiana”, “Rebecca” e “Rafaela” também estão presentes.

Outras melhorias

A tela de Boas vindas foi levemente redesenhada.

LibreOffice foi atualizado para a versão 5.

O leitor de tela “Orca” já vem instalado por padrão.

Agora a previsualização-Nemo está instalada por padrão. Para previsualizar um arquivo, simplesmente selecione-o e pressione a barra de espaço.

Agora os métodos de entrada são manipulados por mintlocale, que substitui im-config no menu.

Inxi foi atualizado e agora suporta múltiplas placas de vídeo.

Ao usar uma pasta pessoa criptografada, a memória swap não é mais criptografada por padrão e a hibernação funciona sem precisar de nenhuma configuração adicional.

Suporte a OpenVPN já está instalado por padrão.

Componentes principais

Linux Mint 17.3 vem com Cinnamon 2.8, MDM 2.0, kernel Linux 3.19 e base de pacotes do Ubuntu 14.04.

Estratégia de Suporte a Longo Prazo

Linux Mint 17.3 receberá atualizações de segurança até 2019. Até 2016, futuras versões do Linux Mint will usarão os mesmos pacotes base do Linux Mint 17.3, tornando simples para as pessoas atualizarem. Até 2016, o time de desenvolvimento não começará a trabalhar em uma nova base e estará totalmente focada nesta.

diversospreferences/novidades_17.3-rosa-cinnamon.txt · Última modificação: 2015/12/04 19:32 por 8812