Lançado o Kernel Linux 4.15

Nova versão terá foco nos usuários da AMD, trazendo dentre outras novidades, suporte nativo as GPU's da linha Vega




Meus amigos, chegamos a mais um grande lançamento no mundo das distros baseadas no pinguim: O Kernel 4.15!
O novo kernel trouxe inúmeras novidades que serão um atrativo e tanto pra quem utiliza GPUs da AMD e até anos atrás se sentia órfão pela pouca quantidade e baixa qualidade de drivers de vídeo nativos.
Mas primeiramente, vamos falar da segurança!
.
# Vulnerabilidades Spectre e Meltdown #
.
Como ja anunciado aqui na página, tivemos a descoberta de 3 graves falhas em CPUs da Intel: 1 chamada Spectre que possui 2 variantes e 1 chamada Meltdown.
.
Para mais detalhes caso esteja por fora do assunto, leia aqui:
https://www.facebook.com/UNIXUniverse/posts/1569398323137108
.
O lançamento do kernel 4.15 atrasou devido a reescrita do código para todas as arquiteturas, para aplicar uma correção a nivel de software para sanar as vulnerabilidades reportadas.
.
Recentemente recebemos um update ao Kernel Linux 4.14.11 em diante, que corrigiu 1 das 3 falhas (Meltdown). Agora, o kernel 4.15 vai corrigir as outras 2: Teremos correções de segurança ao BPF (Berkeley Packet Filter) e pra máquina virtual Extended BPF (eBPF); isso vai trazer correções á falha Spectre e suas 2 variantes.
.
Isso vai ser um ponto chave pra encerrar finalmente essa história envolvendo essas grandes vulnerabilidades em CPUs Intel que afetaram basicamente todos os computadores dos ultimos 20 anos, independente do OS.
.
# AMD #
.
O novo kernel chegou com mais de 130 mil linhas de código novas provindas da AMD, suportando especialmente a nova arquitetura Vega. O novo Kernel veio com o AMDGPU DC, que é uma implementação de código para o driver AMDGPU DRM. Ele trará suporte para o "atomic mode-setting", suporte nativo* para as placas RX Vega, suporte para Raven Ridge, Audio HDMI/DP e até mesmo para o FreeSync; dentre outros recursos que a AMD vem implementando em seus últimos produtos.
.
Até o momento o AMDGPU DC está habilitada por padrão somente em hardwares da linha Vega, no entanto, implementações para outros hardwares poderão ser feitas manualmente pelo usuário ou talvez pelas próprias distribuições Linux conforme elas empacotarem seus drivers.
.
Existem alguns testes muito consistentes mostrando que as novas Vega estão com bom desempenho no Linux, o suficiente para competir, pelo menos em partes, com o suporte que a Nvidia dá atualmente para o Linux.
O mercado como um todo só tem a se beneficiar com tal novidade!
.
* O fato interessante aqui é que você não vai precisar instalar drivers para utilizar essas placas; finalmente você terá a praticidade de conectá-las ao seu computador e elas já vão funcionar a contento. O suporte ás futuras gerações da AMD para Linux, promete dar cada vez mais tranquilidade aos usuários do GNU/Linux que preferem o hardware da AMD!
.
Teoricamente o kernel 4.15 será o padrão do Ubuntu 18.04 LTS; Mas isso é apenas uma suposição; a aposta maior é que seja o 4.14 por este ser LTS.
.
# Download #
.
Em breve nos repositórios das principais distribuições!
Mas caso queira testa-lo antes de todo mundo:
.
Usuários do Ubuntu, Debian e similares podem baixa-lo em .deb:
http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v4.15/
.
Pacote .tar.gz para ser compilado:
https://www.kernel.org/
.
# Analise Opinativa #
.
Acredito eu que até o dia da chegada do kernel 4.16 ou 4.17 já tenhamos um suporte sólido, tal qual o visto pela NVidia;
Em paralelo á presença do recém lançado Wine 3.0 que trouxe suporte ao DirectX 11, o sistema GNU/Linux está amadurecendo rapidamente e se tornando cada dia mais uma alternativa viável para gamers que desejarem usar o sistema do pinguim como uma alternativa ao Windows!
.
Adaptado de:
http://www.linuxbuzz.com.br
https://portallinuxferramentas.blogspot.com.br
·

Comentários

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.