Melhor ambiente gráfico para uso no Mint

fgomes1991fgomes1991 Filipe
editado 24 de março em Café com Menta
Qual é o melhor ambiente gráfico para se usar com Linux Mint, MATE ou Xfce? Obs.: Não curto Cinnamon.
Post edited by malvescardoso on
·
«1

Comentários

  • editado 26 de janeiro
    Mate!

    Penso que Mate é superior em funcionalidades e um pouco mais interessante de explorar.
    XFCE é feito pra ser leve, por isso é mais básico e um pouco chato. Eu o usaria apenas em computadores de pouca memória RAM (≤1,5GB).
    ·
  • editado 24 de março
    fgomes1991 disse:

    Qual é o melhor ambiente gráfico para se usar com Linux Mint, MATE ou Xfce? Obs.: Não curto Cinnamon.

    Bom dia...

    Por favor edite seu post por que está contra as Regras do Fórum.
    11. Mensagens escritas em "caixa alta" (maiúsculo) poderão ser editadas sem aviso prévio. Mensagems em "caixa alta" equivalem a gritar e, portanto, são consideradas uma falta de respeito com os demais participantes do fórum;
    Desde já obrigado.
    Post edited by malvescardoso on
    ·
  • editado 24 de março
    fgomes1991 disse:

    Qual é o melhor ambiente gráfico para se usar com Linux Mint, MATE ou Xfce? Obs.: Não curto Cinnamon.

    MATE! leve! e simples e direto!
    Post edited by malvescardoso on
    ·
  • editado 18 de fevereiro
    De preferência prefiro o Mate, mas dependendo de sua máquina, e como foi dito aqui, se for um PC mais antigo vá de Xfce.
    ·
  • Eu usava o mint qiana KDE e gostava bastante, mas o sistema era muito problemático. Atualmente, com o mint rebecca cinnamon, não tenho problemas no software updater e nem no software manager. Obs: não achei pesado.
    ·
  • KDE, nunca gostei! Já usei o Cinnamon, que deixei de lado porque dava muito trabalho - muito bugado! Usei MATE, mas, com o tempo, o comportamento ia ficando estranho, com travamentos constantes do gerenciador de arquivos (eu fiz várias tentativas de uso). Hoje uso o Xfce e não e arrependo! Não acho que ele perca em nada para outros ambientes, nem mesmo em termos de personalização. Já postei aqui uma dica sobre o poder de personalização dele.

    Fiquem com Deus.
    ·
  • O Cinnamon é mais bonito, mais elegante.

    O MATE é um XFCE melhorado, e se aproxima muito um do outro.

    Gostei muito no MATE, produtividade 100%.

    Abraços,
    ·
  • Bom dia, para mim é o MATE, simplesmente fantástico, extremamente leve, o que par amim é fundamental, não consome recurso da máquina. Perfeito.

    Abraços.
    ·
  • Tenho usado o Xfce, inclusive no ultrabook de 6Gb de RAM. Minha escolha foi por ele ser minimalista e sem bugs. Gosto do Cinnamon, mas sempre que uso o ambiente aparece algum bug com o passar do tempo. O Mate nunca me agradou muito, já o KDE também gosto muito, mas tive alguns problemas em formatar pendrives neste ambiente que não tenho no Xfce. Quando formatava o pendrive no KDE, o sistema não permita a formatação, depois que colocava em outra máquina com Xfce usando o mesmo programa de formatação, o pendrive era formatado normalmente. Instalei Xfce na máquina com KDE e consegui formatar pendrives sem problemas. Nunca fui atrás de saber a verdadeira razão desse bug.
    ·
  • Olá aos membros da comunidade. É meu primeiro post e minha primeira experiência com Linux, apesar dos 57 anos. Instalei o 18.1 Cinnamon x64 e achei extremamente pesado na minha máquina com Core 2 Duo E8400 3.0 MHz e 4 GiB DDR2 800. Será? Eu rodo Windows 7 Professional x64 com excelente desempenho. Quero experimentar instalar os ambientes Mate e Xfce para comparação mas nem imagino como fazer.
    Agradeço imensamente sua colaboração detalhada, pois sou novato, rs.
    ABS
    ·
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.