Do camaleão à menta novamente, e já digo por quê

eliseueliseu Eliseu
editado setembro de 2016 em Café com Menta
Então, há um bom tempo atrás anunciei que estava migrando ao openSUSE 42.1. Foi boa a experiência e tal, mas quero dizer que certas coisas naquela distribuição me fizeram voltar ao bom e velho Linux Mint.
Primeiro: impressão. Enquanto que no Linux Mint é possível adicionar impressoras via wi-fi sem trabalho nenhum, com resultados de alta qualidade, no openSUSE tive que fazer um monte de gambiarras. E mais: ainda precisei configurar IP fixo na impressora (HP Deskjet 3636) e instalar uma versão diferente do HPLIP para a impressora funcionar - e ainda assim com uma impressão mais ou menos.
Segundo: atualizações. Não sei por que aconteceu de determinadas atualizações do openSUSE 42.1 fazerem o sistema não mais funcionar após o reboot. A única forma que encontrei para contornar isso foi fazendo uma instalação mínima, com ambiente MATE, e ainda assim às vezes certos pacotes causavam problemas severos. Muito precisei reinstalar tudo.
Terceiro: JAVA. No Linux Mint consigo acessar o home banking do Banrisul tranquilamente com openJDK e Chromium. No openSUSE fui obrigado a usar Oracle JAVA - e bota instalação complicada nisso...
Quarto: porque eu realmente estava afim de ver como ficou o Linux Mint 18 "Sarah"... e acabei me apaixonando pela Sarah :lol: :lol: :lol:
Então é isso, valeu a experiência com o openSUSE, mas estou definitivamente de volta ao Linux Mint.
·

Comentários

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.