Microsoft se rende ao Linux

visterinevisterine Visterine
[u]http://info.abril.com.br/noticias/tecnologia-pessoal/2015/09/microsoft-cria-versao-propria-do-linux.shtml
[/u]
A Microsoft anunciou, nesta sexta-feira (18), sua própria distribuição do Linux. A Azure Cloud Switch é descrita pela empresa como um "sistema operacional modular multi-plataforma para redes de data center construído no Linux". O objetivo é usá-la na infraestrutura de redes de companhias de grande porte.

No blog oficial da Microsoft, Kamala Subramaniam, arquiteta principal da Azure Networking, escreve que o novo sistema “permite depurar, corrigir e testar erros de software de maneira muito mais rápida".

Outra vantagem do Azure Cloud Switch é que ele traz melhorias para o gerenciamento de switches em um datacenter, já que aparelhos com Apache seriam identificados pela interface do Azure como um servidor com Windows. Isso minimiza o trabalho necessário para lidar com essas máquinas, melhorando a eficiência da Microsoft nesse segmento corporativo.

Dona do Windows, um sistema operacional proprietário, a Microsoft sempre rivalizou, no mercado de consumo, com distribuições do Linux, como o Ubuntu, Mint ou Debian. Todos esses sistemas são de código aberto.

Sob o comando de Satya Nadella, a Microsoft adotou uma postura mais aberta nos últimos anos. O primeiro sinal disso foi o lançamento do Office para iPads e aparelhos com sistema Android. Essa postura foi mantida, com o lançamento do Windows 10 como um update gratuito. Um engenheiro da empresa chegou a afirmar até mesmo que o código do Windows poderia, um dia, ser aberto.
·

Comentários

  • editado setembro de 2015
    Estão correndo atrás do prejuízo, uma vez que a maioria dos servidores são Linux. Ou seja, o sistema sai de graça, mas a assistência técnica não.
    ·
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.